sábado, 31 de dezembro de 2016

Cura

Ela dizia não saber amar:
era mentira.
O que ela não queria 
era estar disponível
ao desamor alheio.

Devaneio


Eu decidi, naquela noite que eu precisava mesmo era de liberdade. 
Não essa liberdade fingida, mas liberdade literal.
E foi o que fiz: dispensei tua presença e saí, sozinha mesmo, 
aliás, sozinha não, porque eu sou uma ótima companhia.
A solidão tem medo de mim.

domingo, 5 de junho de 2016

Recado

Assume teus pecados,
aguenta tuas dores,
enxerga teu chão.
Porque ninguém é responsável
pelo teu destino.
São os teus passos que te guiam,
e ninguém vai te dizer aonde ir.

sábado, 5 de março de 2016

Insosso

Vendo o teu corpo nu sobre o meu
a poesia veio-me à boca:
é essencial amar...

Não esse amor de instantes, sedento de sexo,
não esse amor carente de beijos fugidios,
mas um amor que eu nunca senti
e desisti de buscar.

A razão transpôs a poesia
e o teu gosto perdeu o sabor.

Indizível


Poesia é grito,
lágrima,
suspiro.
Poesia é tristeza, felicidade,
certeza, indecisão.
Poesia pode ser o óbvio
e o subjetivo,
 o tudo e o nada
o perfeito e o incorreto.

Como julgar o que vem do coração?